curso medicina

CURSO DE MEDICINA

O curso de medicina tem como intuito preparar o aluno para atuar na área de prevenção de doenças, cuidados médicos aos pacientes, ou seja, manutenção da saúde. A busca por este curso geralmente é motivada pelo seu grande apreço na sociedade. 

curso medicina

Formar-se em medicina é, sem dúvidas, garantir uma carreira profissional promissora. 

Além do conhecimento respeitável no que se refere a restauração da saúde de indivíduos, os bens provenientes desta profissão também chamam muita atenção, pois a remuneração de um médico independente de sua área de atuação é bastante elevada. 

ESTÁCIO: Conheça os cursos da Estácio e ganhe até 50% de bolsa! Clique aqui e saiba mais: https://matriculas.estacio.br/cursos!

PREPARO

curso medicina

Para ingressar em uma Universidade exige um processo de preparo, podendo ser estudos autodidatas ou os famosos cursinhos que especificam conteúdos que mais caem nas provas do ENEM e vestibulares em geral. 

Contudo, o curso de medicina é o mais difícil de alcançar através destes meios. 

O acervo de conhecimento e informações deve incluir uma quantidade exorbitante para poder desenvolver a profissão futuramente. 

Sendo assim, deve se ter em mente o grande percurso a ser trilhado: horas de estudo, preparos severos e pressão constante, afinal de contas, quando formado terá de continuar lidando com situações semelhantes, pois terá em suas mãos a vida/saúde de muitas pessoas. 

1 – Para ter um preparo considerável, é importante iniciar este processo com bastante antecedência, geralmente anos antes de prestar um vestibular. A concorrência e os processos seletivos são muito exigentes, pedindo notas destacadas, muito acima da média de outros cursos.

2 – Ter uma noção precisa do que será necessário para conduzir a faculdade de medicina é fundamental para dar início aos estudos. Entenda que no ENEM, por exemplo, a nota de corte, em média para os cursos de medicina em Universidades Públicas fica na casa de 850. Isto significa margens de erros muito pequena, tendo de ter um número muito grande das matérias e ciências cobradas no ENEM e também possuir uma escrita incisiva e persuasiva, podendo argumentar com facilidade qualquer tema que for solicitado. Assim sendo, o estudo e prática de redações não podem ficar ao lado. 

3 – Durante seus estudos, não hesite fazer testes. Independente do seu esforço e empenho, nada garante que você conseguirá atingir seu objetivo nas primeiras tentativas. Então, preste vestibulares como forma de teste, analisando seus pontos fortes e fracos em todas as matérias. Assim que obtiver os resultados, acentue seu conhecimento onde você teve menor rendimento.  

Ainda neste tópico, certifique-se de ficar atento aos editais das provas, pois neles você terá informações preciosas para focar seus estudos em determinadas áreas, apesar de sempre serem cobradas todas. 

4 – Caso seu ingresso na graduação em faculdades públicas não aconteça, certamente você considerará as universidades privadas. Porém, é sabido o alto valor das mensalidades deste curso, considerando a grande transmissão de conhecimento e pesquisas de campos que serão realizadas durante a graduação. Desta forma, é importante ficar atento a possibilidades de bolsas de estudo e financiamentos disponibilizados pelo governo. 

Programa Universidade para Todos (ProUni) – O ProUni é um programa do Governo Federal que concede bolsas parciais e integrais em universidades particulares. A concorrência para uma vaga em Medicina é altíssima. Para participar é preciso ter feito o Enem mais recente, com desempenho de 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação. O candidato também tem que se encaixar em critérios de escolaridade e renda definidos pelo MEC. O ProUni acontece duas vezes por ano. Mais informações no Guia da Carreira

Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) – O FIES é uma ferramenta do Governo para quem não tem condições de pagar as mensalidades seja qual for o seu curso. No caso da medicina, os custos são bem mais altos do que qualquer outro curso. Com este critério, o Governo Federal contempla candidatos num processo seletivo um financiamento do curso, estudando formas de juros e pagamentos após o término do curso. 

MÉTODOS DO CURSO

Ao ingressar na faculdade de medicina que dura por volta de seis ou sete anos, você deve estar ciente das etapas de ensino que naturalmente são transmitidas gradualmente. Apesar do curso possuir grande extensão, desde o início você deve ter o conhecimento de que o curso é extremamente severo, sendo cobrado desde o primeiro dia de aula diversos conteúdos ao mesmo tempo. Afinal, deduz-se que quem consegue chegar lá, tem totais condições de acompanhar o ritmo do curso. 

No período básico, que é o primeiro ano do curso, disciplinas de introdução e muita teoria é cobrada. Leituras cansativas, porém produtivas, serão o ponto-chave destes estudos teóricos

No período clínico, o contato com pacientes se inicia, juntamente com estudos mais práticos  a partir de pesquisas e conhecimento de enfermidades.

O internato é a “prova de fogo”. Consiste em doze semanas de prática do seu aprendizado em estágios. 

Em seguida, vem sua especialização. Você terá um leque de possibilidades de especializações, como psiquiatria, oftalmologia ou clinica geral. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *